YOUTUBE

INSTAGRAM

FACEBOOK

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Fabiana Murer aproveita novo fracasso de Isinbayeva e leva ouro no Mundial Indoor
Brasileira salta 4,80m e ganha medalha inédita para as mulheres do país
Segunda-feira, 15 de março de 2010
 
 

A musa caiu de novo. A exemplo do que tinha acontecido em Berlim, no ano passado, Yelena Isinbayeva sequer subiu ao pódio do salto com vara no Mundial Indoor de Doha. A diferença é que, neste domingo, o Brasil aproveitou a porta aberta. Fabiana Murer saltou 4,80m e ganhou a primeira medalha de ouro feminina do país na história da competição. Na hora do Hino Nacional, com a medalha no peito, a saltadora se permitiu trocar o tradicional choro pelo largo sorriso.

"A Yelena é sempre favorita, mas hoje não foi o dia dela, foi o meu. Estou contente, mas não por ter vencido uma ou outra adversária, e sim por fazer o meu trabalho e terminar em primeiro lugar", festejou Fabiana, em entrevista ao SporTV logo após a prova

Após a frustração com a perda da vara nas Olimpíadas de Pequim e o quinto lugar no Mundial da Alemanha, desta vez a brasileira não decepcionou. O sorriso depois da prova mostrava que, em Doha, a sensação era de dever cumprido.

"Não foi fácil a competição, foi muito dura. Agora acabou, vou pensar na próxima e continuar trabalhando para chegar mais vezes ao lugar mais alto do pódio", prometeu a saltadora, que tinha conquistado o bronze no Mundial Indoor de Valência, em 2008.

Em vez da frustração, o sorriso aberto: Fabiana Murer chegou ao lugar mais alto do pódio em Doha A brasileira passou pelos 4,50m, 4,60m e 4,70m com facilidade, sempre nas primeiras tentativas. Nos 4,75m, porém, ela precisou de três saltos para saltar sem derrubar o sarrafo. Foi nesta altura, por sinal, que Isinbayeva viu se repetir o fracasso de Berlim. Abalada desde o decepcionante desempenho na Alemanha, quando ficou em último, a russa errou suas três tentativas neste domingo e teve de abandonar a competição novamente sem subir no pódio.

Diante da eleminação da amiga e maior rival, Fabiana Murer passou a travar um duelo com a russa Svetlana Feofanova. Logo na primeira tentativa na altura de 4,80m, a brasileira passou com sobras. A adversária também conseguiu, mas na segunda chance. Como nenhuma das duas conseguiu superar os 4,85m, Fabiana levou o ouro no desempate, por ter passado os 4,80m de primeira. O bronze ficou com polonesa Anna Rogowska, ouro em Berlim, com 4,70m.

Quando Feofanova errou nos 4,85m, Fabiana viu sua vitória confirmada e logo buscou uma bandeira do Brasil para festejar. O feito é inédito para as mulheres em Mundiais com ginásios cobertos - os homens já conquistaram 11 ouros para o Brasil no indoor.

Keila Costa leva o bronze no salto em distância

Antes de Fabiana subir no lugar mais alto do pódio no salto com vara, a pernambucana Keila Costa garantiu a medalha de bronze no salto em distância. Keila saltou 6,63m, sua melhor marca na temporada. A campeã foi a americana Brittney Reese (6,70m), seguida pela estoniana Ksenija Balta (6,63m).

"Eu já estava muito feliz por ter entrado na final. Mas, depois que eu vi que as marcas estavam baixas, que ninguém estava indo muito bem, resolvi ir para cima e consegui desempatar no final", disse Keila, em entrevista ao SporTV

 

Fonte: GloboEsporte.com / Globo.com

 
 
 Outras Notícias
VER TODAS
 

Rua Diogo Emanuel de Almeida, 234 - CEP: 84435-000 - GUAMIRANGA - Paraná

(42)3438-1148/3438-1157

prefeitura@guamiranga.pr.gov.br

Horário de Atendimento: Segunda à Sexta, das 08h às 12h - 13h às 17h

Última atualização do site: 23/05/2024 11:41:08